You are currently viewing Café pode reduzir o risco de insuficiência cardíaca?

Beber uma ou mais xícaras de café por dia pode reduzir o risco de insuficiência cardíaca, de acordo com uma nova pesquisa. Mas só se estiver com cafeína.

A análise dos dados de três grandes e bem conhecidos estudos sobre doenças cardíacas foi publicada em fevereiro de 2021 no jornal Circulation: Heart Failure

Ele descobriu que quanto mais café as pessoas bebem, menor é o risco de insuficiência cardíaca. Mas esse benefício não se estendeu às pessoas que bebiam descafeinado.

Quer saber como isso ocorre? Então confira o artigo abaixo onde explico melhor a ligação entre os benefícios do café para a insuficiência cardíaca!

Benefícios da cafeína

Pesquisas anteriores já indicavam que beber quantidades moderadas de café pode proteger os adultos de diabetes tipo 2, doença de Parkinson, doença hepática, câncer de próstata, Alzheimer, e muito mais.

Mas quando se trata de doenças cardíacas, uma grande análise de dados de três grandes estudos publicados em fevereiro de 2021 descobriu que beber uma ou mais xícaras de café com cafeína por dia estava associado a um risco reduzido de insuficiência cardíaca em longo prazo.

Em comparação com pessoas que não bebiam café, a análise de abril descobriu que o risco de insuficiência cardíaca ao longo do tempo diminuiu entre 5% e 12% para cada xícara de café consumida por dia em dois dos estudos.

O risco de insuficiência cardíaca permaneceu o mesmo por não beber café ou tomar uma xícara por dia no terceiro estudo. Mas quando as pessoas bebiam duas ou mais xícaras de café preto por dia, o risco diminuía em cerca de 30%, descobriu a análise.

A insuficiência cardíaca ocorre quando um coração enfraquecido deixa de fornecer às células do corpo sangue e oxigênio necessários para manter o corpo funcionando adequadamente. 

Pessoas com insuficiência cardíaca sofrem de fadiga e falta de ar e têm dificuldade para andar, subir escadas ou outras atividades diárias.

Leia também::: Insônia tem relação com as doenças do coração?

Mas vá devagar com a xícara!

Muitos estudos sobre o café são feitos apenas sobre o consumo de café preto. No entanto, adicionar laticínios, açúcares, sabores ou cremes não lácteos pode adicionar muitas calorias, açúcar e gordura, o que pode anular os benefícios do café para a saúde cardíaca.

A maneira como você prepara o café também pode afetar os benefícios do café para sua saúde. O café filtrado remove um composto chamado cafestol que existe na parte oleosa do café. Cafestol pode aumentar o colesterol ruim ou LDL (lipoproteínas de baixa densidade).

Cafestol eleva o colesterol ao sequestrar um receptor em uma via intestinal crítica para sua regulação.

E certas pessoas precisam ser cautelosas quanto ao consumo de café, mostram as pesquisas. Por exemplo, um estudo de 2017 descobriu que beber mais de 4 xícaras por dia durante a gravidez tem sido associado a baixo peso ao nascer, parto prematuro e natimortos.

Pessoas com problemas de sono ou diabetes não controlada devem consultar um médico antes de adicionar cafeína a suas dietas. O café também aumenta a probabilidade de fraturas ósseas em mulheres que estão sob risco de osteoporose. Nos homens, entretanto, o café não teve esse efeito.

E, finalmente, o estudo destacou que os benefícios do café não se aplicam a crianças — mesmo os adolescentes não devem beber refrigerantes, cafés, energéticos ou outras bebidas com qualquer quantidade de cafeína.

Leia também::: Ter um coração saudável fortalece seu cérebro

Beba café com moderação

Ou seja, o café proporciona alguns benefícios ao organismo, mas seu consumo deve ser sempre feito com moderação, e sempre respeitando a sua individualidade. 

Ou seja, se bebe e sente-se bem CONTINUE, mas se sentir algum efeito ruim reduza ou reveja o seu consumo.

E para que possa usufruir desses benefícios, é importante lembrar que o consumo deve ser feito com ele preto, sem leite, açúcar, adoçante, creme ou sei lá o que mais.

Gostou do artigo sobre a relação entre café e risco de insuficiência cardíaca? E para mais informações sobre saúde cardiovascular, siga também meu canal do Youtube!