You are currently viewing Carne grelhada em excesso pode fazer mal ao coração?

Se você é daqueles que preferem a carne bem passada, cuidado! A carne grelhada em excesso pode fazer mal ao coração.

Quem explica isso são estudos científicos! Eles mostram que quando a proteína da carne é carbonizada, cria produtos químicos que podem impactar diretamente no sistema cardiovascular. E quem mais sofre com isso é seu coração!

Ou seja, se você não gosta da carne mal passada, é melhor pedi-la ao ponto, mas nunca deixar que a grelhem demais. E para entender essa relação, confira o artigo que preparei abaixo!

O que diz o estudo

Para chegar a essa conclusão, os pesquisadores estudaram aqueles que comiam carnes excessivamente cozidas com frequência versus aqueles que não comiam.

O resultado está no American Heart Association Epidemiology and Prevention Lifestyle

O estudo teve como objetivo examinar a  conexão entre a hipertensão arterial e os diferentes métodos de cozimento. 

Também examinou se um aumento na ingestão de aminas aromáticas heterocíclicas (AHAs), os produtos químicos formados quando a proteína da carne é carbonizada ou exposta a altas temperaturas, aumentaria o risco de hipertensão arterial. 

O estudo incluiu homens e mulheres nos Estados Unidos que comem duas ou mais porções de carne por semana. 

Por exemplo, os pesquisadores descobriram que mais cozimento em chama aberta ou em alta temperatura e uma preferência por comer carne bem passada estavam independentemente associados a um risco aumentado de hipertensão. 

Mas a conexão entre a temperatura de cozimento e o risco de hipertensão foi prevalente. Isso ocorreu tanto em comedores de carne vermelha quanto em comedores de carne branca.

Leia também::: Ter um coração saudável fortalece seu cérebro

Os resultados

Para os participantes do estudo que comiam pelo menos duas porções de carne vermelha, frango ou peixe por semana, os pesquisadores descobriram os seguintes aumentos no risco de hipertensão arterial:

  • O risco de hipertensão foi 17% maior naqueles pesquisados ​​que comiam carne grelhada ou assada, frango ou peixe mais de 15 vezes por mês. A comparação foi feita com aqueles que consumiam menos de 4 vezes por mês.
  • O risco de hipertensão foi 15% maior em pessoas que preferem a comida bem passada em comparação com aquelas que preferem carnes mais mal passadas 
  • As chances de desenvolver hipertensão arterial foi 17% maior em pessoas que se estima que consumiram os níveis mais altos de AHAs, em comparação com aquelas com menor ingestão.

Ou seja, evidências acumuladas sugerem que cozinhar carnes em alta temperatura pode facilitar a produção de vários produtos químicos perigosos.

Entre eles, se inclui AHAs, hidrocarbonetos aromáticos policíclicos e produtos finais de glicação avançada, que podem induzir estresse oxidativo, inflamação e resistência à insulina em modelos animais.

Além disso, essas vias fisiopatológicas também podem levar a um risco elevado de desenvolver hipertensão. 

Por fim, o estudo ainda descobriu que os níveis de ingestão estimada de AHAs foram independentemente associados a um risco aumentado de hipertensão.

Isso sugere que a associação entre cozimento em alta temperatura e risco de hipertensão pode ser parcialmente explicada pela ingestão de AHAs. 

Por fim, cozinhar em alta temperatura foi associado ao ganho de peso e risco de obesidade, que é um importante fator de risco para hipertensão.

Leia também::: Café pode reduzir o risco de insuficiência cardíaca?

Fique atento ao churrasco

O que precisa ficar claro é que você não deve abolir seu churrasco! Mas sim evitar que a carne seja grelhada em excesso, formando apenas pontos pretos.

Além disso, como tudo nessa vida, o segredo é a moderação. A carne vermelha é uma das melhores proteínas que podemos oferecer ao nosso corpo, mas é sempre bom manter também uma alimentação saudável com verduras, frutas e outros alimentos naturais.

Desta forma você fortalece seu organismo e deixa ele menos propenso a doenças cardiovasculares.

Portanto, da próxima vez que for comer uma carne grelhada, evite deixar ela passar do ponto! E para mais dicas e muita informação sobre a Saúde do Coração, siga meu canal do Youtube!