You are currently viewing O risco dos refinados na alimentação para a saúde cardiovascular

A alimentação impacta diretamente na nossa saúde cardiovascular. E estudos recentes mostram que comer grãos refinados aumentam os riscos de infarto e morte prematura.

Comer mais de sete porções diárias de pão branco, macarrão e outros alimentos feitos com grãos refinados pode aumentar o risco de doenças cardiovasculares.

Comer muitos carboidratos refinados aumenta o risco de:

  • Obesidade
  • Pressão alta
  • Diabetes tipo 2
  • Doença cardíaca

Para falar mais sobre os riscos de uma alimentação com grãos refinados, compartilho com vocês informações desse estudo e dos impactos na saúde cardiovascular. Vamos conferir!

O estudo

Um novo estudo publicado no The British Medical Journal descobriu que consumir um grande número de grãos refinados, como pão branco, está associado a um risco maior de doenças cardiovasculares graves, derrame e morte precoce.

Intitulado de Prospective Urban Rural Epidemiology (PURE) o estudo tem examinado dietas de diversas populações em países de baixa, média e alta renda em todo o mundo. 

Ou seja, ao longo de 16 anos de análise de 137.130 participantes em 21 países, incluindo o Canadá, os pesquisadores descobriram que a ingestão de grãos refinados e açúcares adicionados aumentou muito ao longo dos anos.

Os grãos foram categorizados em três grupos: 

Grãos refinados

Os grãos refinados incluem produtos feitos com farinha refinada (por exemplo, branca), incluindo pão branco, massas / macarrão, cereais matinais, biscoitos e produtos de panificação / sobremesas contendo grãos refinados. 

Grãos inteiros 

Os grãos inteiros incluem farinhas de grãos inteiros (por exemplo, trigo sarraceno) e grãos inteiros intactos ou rachados (por exemplo, aveia cortada).

Arroz branco

O grupo de arroz branco foi analisado separadamente de todos os outros grãos refinados porque mais de 60% da população analisada reside na Ásia, onde o arroz é um alimento básico. O grão foi deixado reconhecivelmente intacto, mas processado para remover a camada de proteína e fibra de aleurona e o germe para torná-lo “branco”, mas visualmente “intacto”. Em outras palavras, é arroz branqueado do qual a casca, o farelo e o germe foram removidos. 

Os resultados do estudo

O estudo descobriu que comer mais de sete porções de grãos refinados por dia na alimentação estava associado a um risco 27% maior de morte precoce, 33% maior risco de doença cardíaca e 47% maior risco de derrame.

Dessa forma, o estudo sugere que devemos comer mais alimentos integrais, como arroz integral e o trigo integral, e ter menos grãos de cereais e produtos de trigo refinado. 

Reduzir o consumo geral de grãos refinados e ter carboidratos de melhor qualidade é essencial para resultados ideais de saúde.

Leia também::: Qual a relação entre gordura abdominal e risco cardíaco?

Carboidratos Simples x Complexos

Os carboidratos são um macronutriente presente na maioria das estratégias alimentares. Embora associemos uma dieta de certos carboidratos a benefícios para a saúde, outros aumentam o risco de complicações para a saúde.

Os carboidratos “simples” incluem grãos refinados e cereais encontrados em alimentos como pão branco, massas e cereais.

De modo geral, eles são considerados carboidratos “ruins” devido à forma como seus açúcares são estruturados e digeridos. 

Quando os grãos passam pelo processo de refinamento, eles perdem um nutriente, uma casca rica em fibras e um núcleo de endosperma, de modo que são rapidamente quebrados em açúcares simples quando comidos.

Mas esses açúcares simples são rapidamente absorvidos pela corrente sanguínea, causando picos repentinos e temporários nos níveis de açúcar no sangue. Isso explica por que a maioria das pessoas só experimenta um aumento de energia de curto prazo ao comer carboidratos refinados.

E como eles carecem de fibras e são digeridos rapidamente, a maioria das pessoas sente fome relativamente logo depois de comer carboidratos simples.

Alimentos ricos em carboidratos simples também aumentam os níveis de triglicerídeos no sangue, referindo-se à gordura no sangue. 

Além disso, ter níveis elevados de triglicerídeos no sangue aumenta o risco de diabetes, doença arterial coronariana e esteatose hepática.

Os carboidratos simples também contêm muitas calorias, mas sua nutrição é bastante limitada. Portanto, comer muitos carboidratos refinados aumenta o risco de obesidade e suas complicações de saúde associadas, bem como de desnutrição.

Carboidratos complexos

Em contraste, os carboidratos “complexos” incluem alimentos com grãos inteiros e farinhas de grãos inteiros, como pão integral, cereais e arroz.

Isso ocorre porque os carboidratos complexos contêm grãos que têm sua casca e núcleo de endosperma intactos. Essas camadas são ricas em nutrientes e fibras, por isso demoram muito mais para se decompor e serem absorvidas.

Por causa disso, o consumo de carboidratos complexos tende a fornecer uma liberação lenta e constante de açúcar na corrente sanguínea, reduzindo o risco de picos e quedas de açúcar no sangue. 

A fibra dos carboidratos complexos também ajuda a maioria das pessoas a se sentirem saciadas por mais tempo.

Portanto, se for comer carboidratos, prefira os alimentos integrais, estes possuem mais benefícios para a saúde, quando comparado aos simples, incluindo a manutenção de:

  • Peso moderado
  • Níveis de colesterol ideais
  • Níveis suficientes de pressão arterial

Leia também::: Sinais de alerta para a saúde do seu coração!

Cuide do seu coração

Como fica claro no estudo, eliminar os grãos refinados da alimentação é um processo importantíssimo para quem deseja maior qualidade de vida e saúde.

Afinal de contas, eles causam picos de açúcar e são pouco nutritivos. Em contrapartida, os carboidratos complexos devem fazer parte da sua rotina alimentar, permitindo que você tenha uma saúde mais saudável. 

Entretanto vale ressaltar, que mesmo sendo integrais, seu excesso pode trazer consequências ruins e semelhantes ao carbo simples! O segredo é, se for comer carbo, comer o complexo e sempre com moderação. 

Espero que tenha gostado do artigo sobre os riscos dos grãos refinados em nossa alimentação e como impactam na saúde cardiovascular.

Mas se quer receber mais dicas e muita informação, siga também meu canal do Youtube. E não esqueça de deixar seu like e ativar o sininho, para sempre ser notificado quando tiver novidades por lá!

E lembre-se: NÃO BRINQUE COM SEU CORAÇÃO! ♥