You are currently viewing Sabia que não dormir bem é ruim para o coração?

Quando se fala em saúde cardiovascular, pensamos em comer bem e fazer exercícios. E realmente é importante, mas poucas pessoas sabem da relação entre sono e coração.

O sono de qualidade desempenha um papel importante na saúde e bem-estar geral, e também para nosso sistema cardiovascular.

Inclusive, um artigo publicado na revista do coração Circulation descobriu que não dormir o suficiente, ou ter muito, aumenta o risco de doenças cardíacas, assim como distúrbios do sono, como insônia e apneia do sono.

Sobre esta relação entre sono e coração, preparei o artigo abaixo, com algumas informações que farão você receber a forma e o horário que vai dormir. Siga a leitura e confira!

Padrões do sono

Muitos estudos associaram o sono ruim a um risco aumentado de doença cardíaca. Um deles, publicado em 2019, analisou o impacto do horário de verão — que ainda existe em alguns países — na saúde do coração.

Ele descobriu que mais pessoas do que o normal têm infartos na semana imediatamente após os relógios adiantarem para o horário de verão.

Os pesquisadores sugerem que o aumento está ligado a mudanças nos padrões de sono — uma teoria que se encaixa com um crescente corpo de evidências que ligam problemas de sono e saúde do coração.

Efeitos da apneia do sono

Uma maneira pela qual os pesquisadores sabem que existe uma ligação entre o sono e coração é porque as pessoas com apneia do sono são mais propensas a sofrer de doenças cardíacas.

Quando alguém tem apneia do sono, sua respiração pausa por curtos períodos enquanto dorme. Essas pausas, que podem ocorrer 30 vezes ou mais vezes por hora, fazem com que a pessoa acorde enquanto busca o ar. Isso, por sua vez, impede uma noite de sono repousante.

A apneia está fortemente associada à hipertensão arterial, batimentos cardíacos irregulares, doença arterial coronariana e insuficiência cardíaca.

Um número crescente de estudos também está mostrando ligações entre a insônia e o risco de doenças cardíacas.

A boa notícia é que existem maneiras de tratar os distúrbios do sono, portanto, converse com seu médico se estiver com dificuldades para dormir.

Por que o sono é importante para o seu coração?

Ao contrário do que muitas pessoas podem pensar, dormir não é sobre o corpo se desligar; é um estado ativo vital para regular muitas funções fisiológicas.

Durante os estágios mais profundos do sono, a pressão arterial cai, os músculos relaxam e ocorrem os processos gerais de reparo do corpo. 

No sono profundo, o corpo libera vários hormônios que afetam o crescimento, a regulação do apetite, o metabolismo energético e o processamento da glicose, bem como a saúde do cérebro e dos músculos.

A falta de sono interrompe esses efeitos que perturbam o equilíbrio químico e hormonal do corpo. 

Os níveis de cortisol (um hormônio do estresse), insulina e outros produtos químicos aumentam, contribuindo para um maior risco de diabetes, síndrome metabólica, condições relacionadas à demência, como doença de Alzheimer e doenças cardiovasculares.

E em pessoas que já têm hipertensão, uma única noite de sono ruim pode causar um aumento da pressão arterial no dia seguinte.

Leia também::: Qual é a conexão entre ansiedade e doenças cardíacas?

Procure dormir bem

Embora lidar com problemas de sono ajude a prevenir doenças cardíacas, dormir de forma saudável é importante para pessoas que já têm doenças cardíacas. 

Uma grande parte de melhorar os padrões de sono é mudar as rotinas que temos na hora de dormir, bem como aprender métodos para controlar os pensamentos que nos causam ansiedade ou preocupação.

Para isso, pratique a chamada “higiene do sono”, fazendo o seguinte:

1. Pratique exercício 

Pessoas mais velhas que se exercitam regularmente adormecem mais rápido, dormem mais e relatam ter um sono de melhor qualidade. Os exercícios são uma das melhores coisas que os idosos podem fazer pela saúde. 

2 . Reduza as distrações no quarto 

Televisões, telefones celulares e luzes fortes podem dificultar o sono. Mantenha a televisão em outro cômodo e tente não adormecer com ela ligada. Remova os aparelhos eletrônicos do quarto e reserve o quarto apenas para dormir.

3. Evite substâncias que desencorajam o sono 

Substâncias como álcool, tabaco, cafeína e até mesmo grandes refeições no final do dia podem tornar o sono mais difícil. Tente parar de fumar, reduzir a ingestão de cafeína e jantar pelo menos quatro horas antes de deitar.

4. Mantenha um horário de sono regular 

Lembre-se de que o envelhecimento torna mais difícil recuperar do sono perdido. Evite mudanças repentinas nos horários de sono. Isso significa ir para a cama e acordar no mesmo horário todos os dias e ter cuidado para não cochilar muito.

5. Desenvolva uma rotina para a hora de dormir 

Encontre atividades que o ajudem a relaxar antes de dormir. Aliás, muitos idosos gostam de tomar banho, ler ou descansar um pouco antes de ir para a cama.

Leia também::: Como as ondas de calor da menopausa impactam o coração?

Cuide do seu sono e coração!

Como viu, dormir bem é fundamental para a saúde de modo geral, e também para o coração. E poucas pessoas pensam a respeito disso, mas você deveria se preocupar com suas noites mal dormidas.

Por isso, pratique as dicas que dei acima sobre higiene do sono, e veja uma grande melhora nas suas noites. Mas se houver outros problemas relacionados, como a apneia do sono, procure seu médico.

Por fim, compartilho com vocês um vídeo que gravei para o meu canal do Youtube, onde explico mais sobre a relação entre sono e coração. É só dar o play abaixo!