You are currently viewing Qual a relação entre saúde mental e coração?

A maioria das pessoas desconhece a ligação entre saúde mental e cardiologia. E em meio a pandemia que vivemos, isso ficou ainda mais evidente.

Ansiedade, estresse e depressão são fatores de risco para o coração, independente de qualquer outro fator. 

Ou seja, você pode estar com os exames laboratoriais apresentando taxas regulares ou boas, não fuma, não bebe, não tem casos na família, mas se sua saúde mental não anda bem, você corre sérios riscos de desenvolver uma doença cardiovascular. 

Por isso, saúde mental não é brincadeira. Você precisa estar atento aos riscos que ela pode ocasionar ao seu coração e a sua saúde em geral. 

E para te ajudar a entender a relação entre saúde mental e coração, preparei o artigo abaixo! 

O que são problemas de saúde mental?

Todo mundo passa por momentos difíceis ou desafiadores em algum momento de suas vidas, então é normal sentir-se preocupado ou ansioso às vezes. 

Mas se esses sentimentos não vão embora e continuem afetando sua vida cotidiana, então pode ser um problema de saúde mental.

Algumas condições comuns de saúde mental incluem: 

  • Depressão: que é um transtorno de humor baixo de longa duração
  • Transtornos de ansiedade: como transtorno de ansiedade social, fobias e transtorno de estresse pós-traumático (TEPT)
  • Transtornos de personalidade: como paranoia, transtorno de personalidade limítrofe e transtorno obsessivo-compulsivo (TOC)
  • Psicose e esquizofrenia: que ocorre quando uma pessoa experimenta um estado alterado de realidade
  • Transtorno bipolar: anteriormente chamado de depressão maníaca, que causa mudanças extremas e imprevisíveis de humor

Cuidar de si mesmo pode ser difícil quando você vive com um problema de saúde mental. Ao dar pequenos passos em direção a um estilo de vida mais saudável, você pode melhorar sua saúde geral e se sentir melhor. 

Leia também::: O risco dos refinados na alimentação para a saúde cardiovascular

Como a saúde mental e coração estão conectados?

Não há falta de estresse no mundo de hoje. Todos nós sentimos isso e lidamos com isso de maneiras diferentes. 

A forma como reagimos ao estresse pode levar a uma série de problemas de saúde, desde úlceras a doenças cardiovasculares.

Não há evidências conclusivas até o momento de que o estresse afeta diretamente a saúde do nosso coração, mas certamente podemos ver alguma correlação entre os dois. 

A piora da saúde mental pode iniciar e exacerbar certos comportamentos, como beber em excesso, fumar ou hábitos alimentares pouco saudáveis ​​que, por sua vez, afetam a saúde do coração.

Além disso, o estresse aumenta os hormônios em nosso corpo, como adrenalina e cortisol, que podem afetar a pressão arterial e a frequência cardíaca.

Já no caso da depressão, ela pode aumentar a frequência cardíaca e a pressão arterial. Com o tempo, os efeitos fisiológicos levam ao acúmulo de cálcio nas artérias, doenças metabólicas e doenças cardíacas.

As evidências também mostram que distúrbios de saúde mental, como depressão e estresse, podem se desenvolver após eventos cardíacos, como derrame, insuficiência cardíaca ou infarto.

Leia também::: Meditação: benefícios para a saúde cardiovascular

Melhore sua qualidade de vida

A melhor forma de minimizar os impactos da saúde mental no coração é adotando um estilo de vida saudável.

Além disso, é muito importante manter uma atitude positiva em relação ao tratamento de doenças mentais e cardíacas e acreditar que nossas ações podem ter um efeito benéfico sobre nossa saúde. 

A atitude de um indivíduo parece ter um efeito fortemente favorável em sua capacidade de fazer mudanças no comportamento e no estilo de vida, muitas vezes necessárias para reduzir o risco de ter problemas cardíacos no futuro. 

Mas a atitude de um indivíduo também influencia a resposta ao tratamento. Ou seja, se os sinais e sintomas de depressão ou ansiedade estão afetando sua vida diária, você deve procurar tratamento com um profissional de saúde mental.

Com o tratamento adequado, é possível reverter o quadro, ou então minimizar os efeitos, permitindo que você possa sentir novamente a felicidade e o bem-estar.

Por fim, espero que tenha compreendido a ligação entre saúde mental e coração. E já aproveito também para indicar uma live que fiz com o Dr Frederico Porto sobre o tema, e que está no meu canal do Youtube. Para conferi-la, é só dar o play abaixo!